O mundo encantado de Monteiro Lobato

O mundo encantado de Monteiro Lobato foi o enredo apresentado pela Estação Primeira de Mangueira no desfile das escolas de samba do Rio de Janeiro de 1967. A escola, a nona a desfilar no dia 5 de fevereiro, foi campeã do carnaval carioca pela décima vez.

O desfile

Foi a primeira vez que uma escola de samba apresentou um enredo baseado na literatura infantil brasileira. A Mangueira vinha de Exaltação a Villa-Lobos, que lhe rendera o vice-campeonato em 1966, e assim consolidava uma tendência de desfiles homenageando grandes personalidades da cultura brasileira, que se manteria nas décadas seguintes.

A Mangueira só entrou na avenida às 10h da manhã de segunda-feira. A passista Gigi da Mangueira retornava depois de seis anos de ausência. Acompanhada por Mussum, ela desfilou à frente dos ritmistas, num tempo em que ainda não havia “rainhas de bateria”. Com uma apresentação contagiante, a escola foi aclamada pelo público, aos gritos de “já ganhou”.

Samba-enredo

O samba foi composto por Luiz, Batista da Mangueira e Darcy da Mangueira, e interpretado na passarela por Jamelão. Darcy conta que ele e seus parceiros refizeram o samba mais de 30 vezes antes de atingir um resultado que considerassem satisfatório. Taxista, ele um dia estava indo de ônibus da Vila Kennedy até o Centro, para pegar o táxi em que trabalhava. Ao ver o pôr-do-sol na Avenida Brasil, teve a inspiração para o que se tornaria o verso inicial: Quando uma luz divinal iluminou a imaginação de um escritor genial.

A cantora Eliana Pittman, que naquele ano assistiu pela primeira vez a um desfile, ficou empolgada com o samba e resolveu gravá-lo no seu LP É Preciso Cantar, lançado ainda em 1967. Foi a primeira vez que um samba-enredo foi gravado, e o sucesso motivou as escolas a lançarem, no fim daquele ano, o primeiro LP com os sambas a serem apresentados no desfile do ano seguinte.

Gravações

Ano Artista Álbum
1967 Eliana Pittman É Preciso Cantar
1967 Elza Soares O Máximo em Samba[11]
1993 Beth Carvalho Estação Primeira de Mangueira (Coletânea da Sony Music)
2006 Mestre Marçal Sambas-Enredo de Todos os Tempos[9]






Artigo anteriorFernando Penteado
Próximo artigoEliana Pittman
Fabio Silvahttp://#
Paulistano, Corintiano, casado, pai de dois filhos e um apaixonado pela cultura do Samba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Discover

Publicidade

Últimas Publicaçoes

Henrique Cazes

Henrique Cazes (Henrique Leal Cazes, Rio de Janeiro, 02/02/1959). Nascido em uma família de músicos amadores do subúrbio carioca do Méier, começou a tocar violão com...

Mauro Diniz

Mauro Diniz (Rio de Janeiro, 1952) é um arranjador, compositor, músico, cantor e compositor brasileiro, cujo estilo incorpora o samba e pagode. Filho do compositor...

Jayme Vignoli

Cavaquinista, arranjador, compositor e produtor musical nascido no Rio de Janeiro em 13 de março de 1967, Jayme Vignoli começou a tocar cavaquinho aos treze anos....

Wanderson Martins

Wanderson Jorge de Paula Martins (Rio de Janeiro, 12 de fevereiro de 1962), mais conhecido como Wanderson Martins, é um instrumentista, produtor musical e...

Dino 7 Cordas

Horondino José da Silva, conhecido como Dino 7 Cordas, (Rio de Janeiro, 5 de maio de 1918 — Rio de Janeiro, 27 de maio...