Tempo de Glória


Conheci a Clementina
Graças à essa senhora
Que é nossa e dá glória
Num tempo que passou
Era domingo em seu rosto
E mesmo ao gosto sorria
Águas de muita alegria, rolavam

Quando ouvi a Clementina
Graças à essa senhora
Que é nossa e dá glória
Eu quase chorava

Se um certo senhor Anicéto
Contente, cantava a noite inteirinha
Improvisando do jongo ao lundu
E mesmo benditos e até ladainhas
Clementina no falsete
Lembrava o catete do grande Irineu
Pela luz divina
Ao ouvir Clementina
Jesus era eu

Conheci a Clementina
Graças à essa senhora
Que é nossa e dá glória
Num tempo que passou
Era domingo em seu rosto
E mesmo ao gosto sorria
Águas de muita alegria, rolavam

Quando ouvi a Clementina
Graças à essa senhora
Que é nossa e dá glória
Eu quase chorava

E pra lá das três horas da tarde
A rapaziada abria um farnel
Era arroz de forno, leitão e galinha
Com muita empadinha, farofa e pastel
E lá do alto do outeiro
Um Deus pagodeiro dizia: amém!
Ao ouvir Clementina
Jesus só queria ser preto também

Conheci a Clementina
Graças à essa senhora
Que é nossa e dá glória
Num tempo que passou
Era domingo em seu rosto
E mesmo ao gosto sorria
Águas de muita alegria, rolavam

Quando ouvi a Clementina
Graças à essa senhora
Que é nossa e dá glória
Eu quase chorava

Tagmar, Seu Galdino Caquera
Alzira Moleque e Seu Antenor
Vinha gente de Rocha Miranda
E de Bento Ribeiro do paz e amor
E no seu reino da glória
Senhora rainha, Quelé De Jesus
Quando a noite vinha
Nos iluminava de samba e de luz

Conheci a Clementina
Graças à essa senhora
Que é nossa e dá glória
Num tempo que passou
Era domingo em seu rosto
E mesmo ao gosto sorria
Águas de muita alegria, rolavam

Quando ouvi a Clementina
Graças à essa senhora
Que é nossa e dá glória
Eu quase chorava






Fabio Silvahttp://#
Paulistano, Corintiano, casado, pai de dois filhos e um apaixonado pela cultura do Samba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Discover

Publicidade

Últimas Publicaçoes

Henrique Cazes

Henrique Cazes (Henrique Leal Cazes, Rio de Janeiro, 02/02/1959). Nascido em uma família de músicos amadores do subúrbio carioca do Méier, começou a tocar violão com...

Mauro Diniz

Mauro Diniz (Rio de Janeiro, 1952) é um arranjador, compositor, músico, cantor e compositor brasileiro, cujo estilo incorpora o samba e pagode. Filho do compositor...

Jayme Vignoli

Cavaquinista, arranjador, compositor e produtor musical nascido no Rio de Janeiro em 13 de março de 1967, Jayme Vignoli começou a tocar cavaquinho aos treze anos....

Wanderson Martins

Wanderson Jorge de Paula Martins (Rio de Janeiro, 12 de fevereiro de 1962), mais conhecido como Wanderson Martins, é um instrumentista, produtor musical e...

Dino 7 Cordas

Horondino José da Silva, conhecido como Dino 7 Cordas, (Rio de Janeiro, 5 de maio de 1918 — Rio de Janeiro, 27 de maio...